Após a adoção da prática das constelações familiares no Tribunal de Justiça do Distrito Federal, a Câmara Legislativa vai debater o uso dessa técnica terapêutica na rede pública de ensino. O projeto, de autoria de Professor Israel (PV), está na Comissão de Educação, Saúde e Cultura da Casa.

“A constelação sistêmica pode ser aplicada entre estudantes, profissionais da educação, pais ou responsáveis e membros da comunidade”, argumenta o distrital na proposta. A sessão de constelação sistêmica nas escolas deve ser conduzida por constelador com curso de formação.

“A constelação sistêmica familiar é uma técnica terapêutica baseada no método fenomenológico, utilizada para representar conflitos relacionais nas vinculações familiares, por meio de um grupo de representantes ou bonecos, que demarquem o campo mórfico ou as estruturas de ordem”, explica Israel.

Link da reportagem oficial

Postado em: Sem categoria